domingo, 30 de setembro de 2012

Feriadão na China


É feriado aqui na China. Feriadão. Durante toda essa semana os chineses celebram o Festival de Meio-Outono - 中秋 Zhōngqiū Jié - também chamado de Festival da Lua ou Festival do Bolo de Lua. Esse feriado quase sempre coincide com o feriado nacional do 1° de outubro, data em que os chineses comemoram a fundação da República Popular da China. Foi em 1° de outubro de 1949 que Mao Tse-Tung proclamou a RPC.

O Festival de Meio-Outono chinês, como bem diz o nome, acontece no meio da estação e simboliza a colheita e as reuniões familiares. Ele acontece no 15° dia do oitavo mês do calendário chinês. Esse feriado não tem data fixa, mas o dia sempre ocorre durante a primeira lua cheia desse mês. Só para lembrar, nós, ocidentais, nos baseamos no calendário gregoriano. Desde os tempos antigos, a Lua tem um significado rico para o povo chinês, cujo calendário, as estações de plantio e a vida foram associados à Lua.

Comer alimentos que se assemelham à lua é popular por aqui durante esses dias, principalmente os chamados “mooncakes” - Yuè bǐng, bolinhos de lua – que têm seu formato redondo. Esses bolinhos vêm embalados em caixas decoradas, uma mais bonita do que a outra. E não custam barato. É comum os chineses trocarem bolinhos entre si. Nós ganhamos uma caixa das nossas amigas Gao e Sunny.

Caixa com Bolinhos de Lua;

Os famosos Bolinhos de Lua.

Existe uma lenda chinesa que conta a história do herói Hou Yi, arqueiro que derrotou os noves sóis. Dez sóis estavam derretendo a Terra e Hou Yi abateu nove deles, salvando o planeta da destruição. Ele teria se recusado a voltar ao Céu, depois de se casar com uma jovem mortal, chamada Cháng É. Como castigo, o Imperador Celestial ordenou que Hou Yi fosse preso. Desgostosa, Cháng É tomou um elixir da vida eterna que lhe deu asas e que a levou para a lua. Lá, Chang É encontrou o coelho, Tu’er Ye, que havia sido punido pelo Imperador Celestial, por ter roubado uma erva divina. A triste história de Hou Yi e Chang É, pelo visto, mexe com a compaixão dos chineses há muitas e muitas gerações.  Chang É se tornou uma Deusa/Fada para as pessoas, que passaram a reverenciá-la com incensos, lanternas acesas e bolinhos.

Deusa da Lua, Chang É.

Sobre Tu’er Ye, diz a lenda que ele tem o corpo humano, mas a boca e as orelhas de um coelho. 

Coelho Tu'er Ye.


Por conta de toda essa festa, Beijing está ornamentada com lanternas vermelhas, e com os canteiros repletos de flores de todas as cores. Realmente bonito de se ver.



 Canteiro enfeitando uma das entradas de nosso condomínio.




Lanternas como essa estão por toda a parte.


Há também diversas bandeiras espalhadas pela cidade, por conta do dia 1° de outubro, o Dia Nacional da China. É uma pena que esse ano, por causa da troca de comando no governo chinês, não haverá o desfile militar na Praça da Paz Celestial, na famosa Jian guo men. Queria muito ver a harmonia dos soldados chineses, marchando todos certinhos, naquele estilo bem “soldadinho de chumbo”. Sempre um espetáculo. Fica para o próximo ano.

Há cerca de um mês a segurança em Beijing foi reforçada, por conta da conferência que será realizada em meados de outubro, com a participação de 2.270 delegados de todo o país. Inclusive a internet anda mais lenta por causa disso. Pra piorar, ainda tem a questão da disputa das ilhas Diayou Yu/Senkaku, entre chineses e japoneses, que tem dado o que falar por aqui e algumas confusões.

Mas, voltando a falar de mudança de governo, ao que tudo indica, Xi Jinping e Li Keqiang serão os sucessores de Hu Jintao e Wen Jiabao, respectivamente presidente e primeiro-ministro há 12 anos. A troca acontece em março de 2013, durante o Congresso Nacional do Povo.

Por causa de tanta celebração, a vida só volta ao normal, aqui na China, no dia 08 de outubro. Até lá, viva o feriadão!


Gigi aproveitando o feriadão.

Passeando pelo condomínio e curtindo a natureza.


Chinês é assim: país grande, população grande e, quando tem feriado, é feriado grande! O chinês tem mania de grandeza. Você vai num lugar e tem sempre alguém dizendo que isso ou aquilo é o maior do mundo... é, mas dizem as más línguas que tem coisa que os chineses não tem tão grande assim...bom, quanto a isso, é melhor deixar pra lá... folclore ou não, fica no ar a dúvida.




Um comentário:

  1. Estou encantada com tanta cultura, cor e beleza! Um beijão!!!

    ResponderExcluir